No Sudão, os militares dizem que levou o poder

O ministro da Defesa do Sudão anunciou na televisão nacional a remoção e detenção segura do chefe de Estado Omar al-Bashir, que lidera o país há quase 30 anos.

Esta decisão cai após quatro meses de protestos contra o regime sudanês.

O general Awad Mohamed Ahmed Ibn Auf também anunciou que o exército supervisionará um governo de transição de dois anos que será seguido por eleições. Enquanto isso, a constituição foi suspensa.

O país observará um mês de toque de recolher e todas as fronteiras serão fechadas até novo aviso e o Gabinete do Primeiro Ministro e o Parlamento foram dissolvidos.

Fonte do Artigo: https://www.bbc.com/africa/region-47888545