Crise inglesa: governador do Noroeste nega ataque militar a civis em Meluf


O governador da região Noroeste, Adolphe Lele lafrique, criticou o ataque militar que teve lugar no Meluf em Bui Divisão, e que resultou na morte de cinco civis, incluindo uma pessoa com deficiência.

Em um comunicado de imprensa emitido 11 abril, o governador Lele disse que a informação era falsa e destinada a desacreditar os esforços sinceros feitos pelo governo para restaurar a normalidade na região.


Ele lembrou o povo após a criação pelo governo da Comissão de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração, muitos jovens têm dado as suas armas, enquanto alguns continuam a atacar as forças do governo e cometer crimes contra civis.

Sua declaração indica que as forças de segurança alvo apenas esconderijos separatistas e não civis, enquanto o exército sempre exerceu profissionalmente. Ele pediu aos usuários de mídia social para exercer a moderação em relação à informação que fornecem sobre as plataformas para dar uma chance à paz, segurança e estabilidade na região Noroeste.

Human Rights Watch (HRW) afirmou nesta segunda-feira que soldados, policiais e membros da Brigada de Intervenção Rápida (BIR) de Camarões tinha lançado um ataque mortal contra o vilarejo de Meluf na região Noroeste do 4 abril 2019. O relatório disse que as forças do governo mataram cinco civis, incluindo uma deficiente mental e feriu uma mulher.

Verificou-se também que três dos corpos foram encontrados mutilados, incluindo um que havia sido decapitado. Após os ataques, o grupo pediu às autoridades camaronesas que investigassem as forças de segurança do país que supostamente perpetraram os assassinatos e processaram os responsáveis.

O ataque a Meluf, uma aldeia na divisão noroeste do país, forçou muitos civis a fugir para os arbustos. "Forças do governo cometem abusos contra as pessoas que vivem nas regiões de língua inglesa dos Camarões", disse Lewis Mudge, diretor da África Central da Human Rights Watch.

por Salma Amadore | Actucameroun.com


Este artigo apareceu primeiro em https://actucameroun.com/2019/04/14/crise-anglophone-le-gouverneur-du-nord-ouest-dement-lattaque-des-civils-par-les-militaires-a-meluf/