Suíça: a Suíça deplora l

Terça-feira no Conselho de Direitos Humanos em Genebra, a Suíça pediu Bolsonaro para se comprometer com os direitos das minorias. O governo brasileiro do presidente deve "reconhecer o papel positivo das ONGs".

O governo brasileiro deve trabalhar notavelmente para os povos indígenas na Amazônia, afirmou perante os Estados uma pessoa encarregada dos direitos humanos da missão suíça àONU em Genebra. Há um mês, o conselheiro administrativo de Genebra, Sami Kanaan, então prefeito da cidade, pediu a pressão do Conselho Federal de Brasília depois de se encontrar com o chefe Raoni.

Suíça se preocupa

Jair Bolsonaro não escondeu sua intenção de promover os interesses da indústria agroalimentar na Amazônia contra os direitos do povo. Entre as outras situações mencionadas, a Suíça está preocupada com a deterioração da situação e com o aumento da violência contra civis no centro de Mali. Requer mais esforço de diferentes atores.

A Suíça também ficou "alarmada" com a retomada "iminente" das execuções no Sri Lanka após uma moratória dos anos 40. Em consonância com a guerra do presidente Rodrigo Duterte contra as drogas nas Filipinas, este país quer aplicar a pena de morte aos responsáveis ​​por ofensas nesta questão.

A Suíça também acusa o governo de "falta de vontade" de lutar contra a impunidade depois dos abusos relacionados à guerra civil neste país. Dezenas de milhares de civis teriam sido mortos por forças do governo. (Sl / nxp)

Criado: 25.06.2019, 14h00

===> Mais artigos na SUÍÇA aqui <===

>

Este artigo apareceu primeiro em https://www.24heures.ch/monde/la-suisse-deplore-l-inaction-de-bolsonaro/story/15518413