África será a área de crescimento mais rápido para consumo de arroz da 2028

(Agência Ecofin) - Na África, o consumo per capita de arroz deve aumentar em quase 5 kg, por 2028, que é mais forte do que em qualquer outra região do mundo.

De acordo com as mais recentes perspectivas agrícolas da OCDE / FAO, a quantidade consumida no continente aumentará para 30,7 kg per capita contra o 26,1 no período 2016-2018.

Esse nível permitirá à África suplantar a América Latina e o Caribe como a segunda maior região de consumo per capita depois da Ásia-Pacífico.

Como o continente africano produz menos de 10% do arroz mundial, o consumo futuro será amplamente satisfeito pelas compras internacionais.

De fato, espera-se que as importações explodam pela 2028, de 17 milhões de toneladas para 29 milhões de toneladas, de acordo com a OCDE / FAO. Espera-se que a participação da África nas importações mundiais seja 49% versus 35% atualmente.

Enquanto o continente africano será um destino popular para exportadores globais como Índia, Tailândia e Vietnã, a Nigéria será a principal ponte para esse mercado.

A gigante da África Ocidental, maior produtora de arroz da África, deve dobrar suas compras globais pela 2028, atingindo quase o mesmo valor projetado para a China, o maior importador do mundo.

Espero Olodo

Este artigo apareceu primeiro em https://www.agenceecofin.com/cereales/1408-68400-l-afrique-sera-la-zone-qui-connaitra-la-plus-forte-croissance-de-sa-consommation-de-riz-d-ici-2028