A primeira mulher negra nomeada professora de história da Universidade de Bristol na Inglaterra fala

Olivette Otélé, de nacionalidade camaronesa, é a primeira mulher negra no Reino Unido a ser nomeada na famosa Universidade de Bristol, no sudoeste do país.

Olivette Otélé (c) Todos os direitos reservados

Coordenador da Universidade de Cambridge, Olivette Otélé é o professor de história indicado na Universidade de Bristol no Reino Unido.

Aos anos 49, o professor é autor de vários escritos, dos quais Europeus africanos: e história não contada.

No microfone de CRTV, o laureado explicou a tarefa que lhe cabe em sua função.

« A cidade de Bristol foi uma das cidades que financiou viagens para a África. Ela comprou caciques africanos e mulheres virtuosas na América. Ela disse que foi completamente enriquecida graças a esse comércio bastante ignóbil e, por muito tempo, se recusou a reconhecê-lo. E o trabalho realizado mostrou que esse público se enriqueceu. E hoje, ao não fazer algo extraordinário, é olhar para o modo como ela se aproveitou do escravo. Indiretamente porque os fundadores da universidade já foram enriquecidos pela escravidão. E esses fundadores, não temos todas as listas, não temos todos os nomes. Meu trabalho será encontrar os nomes, descobrir para onde foi o dinheiro e o que aconteceu com essas pessoas e seus descendentes e como a universidade tem o dever de lembrar o resto da África Disse Olivette Otélé em novembro 8 2019.

Este artigo apareceu primeiro em https://www.lebledparle.com/societe/1110101-cameroun-la-premiere-femme-noire-nommee-professeur-d-histoire-par-l-universite-de-bristol-en-angleterre-parle