Camarões: Para a máscara, a soma de 1000 FCFA agora pode ser exigida de cada aluno

0 2

Camarões: Para a máscara, a soma de 1000 FCFA agora pode ser exigida de cada aluno

A medida entra em vigor assim que os preços forem retomados em 1º de junho de 2020.

Diante da imprensa em 13 de maio de 2020 em Yaoundé, o escritório da Associação de Pais de Estudantes (APE) dos Camarões decidiu usar sistematicamente a máscara pelos alunos assim que as aulas fossem retomadas em 1º de junho de 2020. A medida que diz respeito apenas aos alunos das turmas de exame primário e secundário, visa limitar a disseminação do Covid-19 para o reinício das aulas sem grandes riscos.

A decisão foi tomada pelo presidente nacional dos Camarões, APE, Ghislain Kwayep Mbiada, em concertação com os chefes de estabelecimentos. A APE anunciou que a matrícula não excederá 30 alunos por turma. Porque os cursos a tempo parcial serão planejados para permitir uma melhor rotação da força de trabalho.

Além do uso obrigatório de duas máscaras por aluno, um cubitainer de 1000 litros de géis hidroalcoólicos por estabelecimento, a desinfecção sistemática de estabelecimentos e o uso de termoflashes na entrada de cada estabelecimento, são medidas adotadas pelo estabelecimentos para combater a propagação da covid-19 nas escolas.

A APE e os chefes de estabelecimentos também convidaram os pais a pagar as taxas escolares dos filhos e a se envolver pessoalmente na educação de seus filhos em casa.

Este artigo apareceu pela primeira vez em: https: //actucameroun.com/2020/05/15/cameroun-la-somme-de-1000-fcfa-desavant-exigee-a-chaque-eleve-pour-le-masque/ amp /

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.